[Diversos] Editora Livros de Safra: Nova Parceira do Blog

12:23

Por: Grazi Max

Olá galera! Hoje a equipe nerd vem anunciar mais uma parceria para vocês. Agora é a vez da Editora Livros de Safra.
A editora nasceu em 2010 e conta com 4 selos: Alfaiatar, Da Boa Prosa, Impressão Régia e Virgiliae.

Conheça um pouco de cada um:


Slogan da Alfaiatar: a melhor forma de contar a sua história. A Alfaiatar faz exatamente o que você quer, a gente dá uns palpites mas a decisão final e os investimentos são seus! A Alfaiatar é o nosso selo de prestação de serviços para autores e empresas, tudo é personalizado e sob medida. A diferença das outras que fazem livros para autores? A gente aluga o nosso cérebro e senso estético…

Slogan da Da Boa Prosa: alguns têm algo a dizer, outros a vontade de saber. A Da Boa Prosa faz livros de ficção e não-ficção metidos a best-seller, mas que não ferem a sua inteligência.


Slogan da Impressão Régia: o conhecimento busca a justiça, a justiça busca o conhecimento. A Impressão Régia faz livros que discutem as leis, as regras, os costumes, a história e as interpretações.

Slogan da Virgiliae: livros que fazem o tico, o teco e a turma toda funcionar! A Virgiliae faz livros de ficção e não-ficção metidos a inteligentes, mas que também querem vender bastante e esparramar ideias e conceitos. Dá para ser sofisticada e acessível.

Eu e o Lucas escolhemos dois títulos para apresentar para vocês e logo terá resenha no blog. Antes disso veja a sinopse e conheça um pouco de cada um deles.


Deuses de dois mundos – O livro do silêncio
Autor: PJ Pereira

Newton Fernandes é um jovem que se define mais como ambicioso do que idealista, e está disposto a obter as mais altas posições que o jornalismo pode lhe dar. Um caso de sabotagem industrial parece ser o passaporte mais efetivo para entender e tirar proveito do enorme jogo de poder que envolve as grandes corporações. Melhor ainda se esse caminho inclui conquistas sexuais e experiências gastronômicas que possam ser descritas em detalhes nos e-mails trocados com o desconhecido que se oferece para ajudá-lo a entender a série de eventos místicos em que Newton se recusa a acreditar.

Se fatos e lendas da mitologia grega tanto inspiraram nossa formação, é hora de saber e visitar as histórias que eram sagradas para os iorubás, povo tão importante na construção da diversa identidade brasileira.


O maior mérito do autor, porém, é se utilizar dessa riqueza mitológica para dar vida a uma narrativa inovadora, que faz as páginas passarem rápido, mas não sem criar um vínculo e uma enorme vontade de saber um pouco mais.


“Na mitologia dos iorubás, um dos povos africanos dos quais traficantes roubaram homens, mulheres e crianças para trazer para o Brasil como escravos, deuses e humanos um dia viveram juntos. Até que dois desses deuses brigaram e criaram a separação entre o Orum (que chamamos de Céu) e o Aiê (Terra). Ao construir Deuses de dois mundos – o livro do silêncio,PJ Pereira põe a mitologia de cabeça para baixo, juntando de novo humanos e deuses num mesmo cotidiano, fundindo mito e ficção, recriando um universo em que os ciclos da repetição são rompidos e substituídos pelo produto da imaginação do autor, que, no entanto, os faz voltar em seguida ao movimento original. Em termos mitológicos esse jogo poderia resultar numa catástrofe como a que dividiu o mundo em dois, mas para nossa sorte o que a inversão operada por PJ Pereira pretende e consegue é produzir um livro delicioso de se ler, um ‘livro do silêncio’, que é capaz, contraditoriamente, de nos falar bem alto, como gosta a boa mitologia.” Reginaldo Prandi


Apenas essa história já seria suficiente para guiar você, leitor, para uma narrativa um tanto misteriosa e cheia de surpresas. Mas as explicações para as dúvidas de Newton vivem num mundo diferente. E foi por isso que PJ Pereira intercalou a narrativa com capítulos mitológicos que contam a história daquele que é tido como o maior adivinho de todos os tempos, Orunmilá, e sua procura para recuperar os poderes de prever o futuro. É na busca desse babalaô que se tem a oportunidade de ser apresentado à riquíssima e pouco conhecida mitologia dos orixás e descobrir mais sobre personagens como Xangô, Ogum e Oxóssi.


A garota das nove perucas
Autor: Sophie van der Stap

Poucos fatos podem abalar tanto a vida de uma jovem linda, autoconfiante e baladeira de 21 anos. Sem dúvida, descobrir que foi acometida por uma doença muito, muito séria é um deles. Há alguns anos, muitas pessoas optavam por sequer pronunciar a palavra câncer. Mas a holandesa Sophie van der Stap não fez essa opção: encarou a palavra e a dureza de uma possível falta de perspectiva, viu de repente seu mundo ruir e a incerteza tomar conta de seus dias, pois a impossibilidade do futuro parecia concreta. Foi aí que, de um modo muito peculiar, encontrou uma forma de resistir.

Se teve de enfrentar o estranhamento do seu rosto careca no espelho e imaginar o modo como as pessoas olhariam para ela naquela peruca desajeitada, aos poucos percebeu que poderia fazer daquele limão uma tentativa de limonada. Por que não ter um pouco de diversão e alívio criando personagens diferentes? Cada uma com uma peruca, que a ajudariam a enfrentar aquele difícil ano de muita incerteza, atravessado por idas e vindas para hospitais e tratamentos. Foi assim que surgiram Uma, Pam, Sue, Blondie, Daisy, Platina, Stella, Bebé e Lydia. Mergulhe neste livro e descubra um pouco mais sobre elas.



Entre no site da editora e confira outros livros http://www.livrosdesafra.com.br/. Agora é só ficar ligado no blog, aguardar as resenhas e claro, as novidades que vem por ai.





Talvez você goste :)

2 comentários

  1. Opa q legal parabens lol adorei as capas *.* quero ver resenhas logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Naiara. Aos poucos vamos conquistando =D

      Excluir

Sobre o Blog

Tento compartilhar uma pequena parte do meu mundo. Para saber mais acesse a aba "Sobre o Blog".

Facebook